Ir para o conteúdo
Mostrar cesto Esconder cesto
ou

RedeProSolidarios

A REDE é uma ONG que tem larga experiência na mobilização cidadã. Atua junto a comunidades para apoiar processos de organização na busca da melhoria das condições de vida e da cidadania plena.

Como chegar

Clique aqui para acessar o mapa e saiba como chegar à Rede de Profissionais Solidários pela Cidadania.

Agende-se

 Voltar a Conteúdo Seminário (Vozes de Salvador)
Tela cheia

SEGURANÇA PÚBLICA

1 de Setembro de 2015, 12:31 , por Lays Britto - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 9 vezes
  • Implantação da filosofia do funcionamento da segurança pública em rede: Conselhos Tutelares - Escolas - Guarda municipal - Polícia Civil - Assistência Social - Polícia Militar- Saúde etc. integrados em ação de prevenção à criminalização em regime de 24 horas por dia, 7 dias por semana;

 

  • Adequação da Guarda Municipal ao poder de polícia municipal e funções do município: proteção ao jovem, guarda das escolas, resgate de crianças abandonadas, fiscalização das posturas municipais (som e festas etc.) em complemento ao poder de polícia do Estado, agindo em rede com a polícia civil e militar em regime de 24 horas por dia, 7 dias por semana;

 

  • Criação das Áreas de Segurança Integrada com ampliação do número de Conselhos Tutelares para no mínimo 01 (um) por área, em regime de 24 horas por dia, 7 dias por semana;

 

  • Equipamento dos Conselhos Tutelares com pessoal, telefone, computadores e internet para funcionamento 24 horas por dia 7 dias por semana (sem feriados);

 

  • Adequação do serviço de Assistência Social às famílias em situação de violência, com acompanhamento e encaminhamento das soluções aos Conselhos Tutelares - Centros de Referência - Justiça etc. em regime de 24 horas por dia, 7 dias por semana;

 

  • Criação de Centros de Tratamento de Dependentes de Substâncias Psicoativas com internação compulsória nos casos de violência e abandono em regime de 24 horas por dia, 7 dias por semana;

 

  • Imposto crescente sobre imóveis (casas, prédios e terrenos) abandonados que propiciam locais favoráveis ao crime, com possibilidade de desapropriação, doação ou cessão de uso com direcionamento para obras assistenciais.

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.